Sunday, February 3, 2013

recomeço, parte 2

Quantas vezes temos que recomeçar, para que uma ideia resulte numa boa ideia? Quantas vezes somos assombrados pela ideia do fracasso e desistimos? Quantas vezes somos nós os principais criticos das nossas ideias?

Winston Churchill disse «O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder entusiasmo.»

Nem sempre consegui manter o entusiasmo, mas nunca eliminei este espaço virtual. Assim, após vários anos sem escrever neste blog, hoje, durante uma corrida surgiu-me uma ideia. É a segunda vez, que durante uma corrida tenho uma ideia que não fica destruída no final desse mesma corrida. A primeira ideia, ainda não saiu do papel, mas acredito nela e em breve espero concretizá-la.

A nova direcção, que este blog vai tomar, está ligada com a minha experiência profissional e pelo desejo que tenho de desenvolvimento das minhas competências. Vou utilizar este blog como espaço de partilha de ideias, ferramentas e métodos de trabalho. Não tenho a presunção de pensar que conseguirei criar algo inovador, mas acredito que consigo partilhar algumas boas práticas que fui aprendendo ao longo dos anos. Se alguém, nem que seja uma só pessoa, utilizar algo que aprendeu aqui e obtenha excelentes resultados, o objectivo foi cumprido.

No anterior «recomeço», a minha tia Fernanda deixou-me um poema de Miguel Torga, que penso que se mantém pertinente...

«Recomeça....
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças...»

Miguel Torga

2 comments:

Dceres said...

Recomeçar!
Renascer!
Restir!
Preistir!

Por mais que o vento nos desvie da nossa rota, ela pemanecerá à nossa espera!

Rui Amaro said...

Obrigado :)